Ir para o site da EDCTP
Ir para o site da EDCTP
Carregamento...

Consórcio num relance

Uma iniciativa multilateralpara promover o desenvolvimento clínico de candidatos eficazes à vacina contra a maláriaem África .

O consórcio MIMVaC-África é um grande consórcio interdisciplinar formado por desenvolvedores de vacinas contra a malária do meio académico, indústria e ONG, além de peritos em ensaios clínicos.

O consórcio constitui no total dez (10) instituições parceiras do mundo, resolutamente empenhadas na luta contra a malária através do desenvolvimento de vacinas contra a malária. O MIMVaC-África iniciou oficialmente as suas actividades a 31 de Março de 2020 e é coordenado pelo Groupe de Rechechre Action en Santé (GRAS) sediado no Burkina Faso.

Os nossos parceiros

Pacotes de trabalho

MIMVaC-Africa está organizada em sete (07) pacotes de trabalho que implementam as actividades.

Sobre nós

O consórcio MIMVaC-África é um grande consórcio interdisciplinar formado por importantes desenvolvedores de vacinas, peritos em ensaios clínicos e investigadores em malária.

Governação

A governação do MIMVaC-África é composta por vários níveis, incluindo a Assembleia Geral (AG), o Comité Director do Projecto (PSC) e um Grupo Consultivo Científico Independente Externo (EISAG).

Realizações

Marcos importantes alcançados e publicações (em breve)

Notícias mais recentes

Obrigado por teres acompanhado um pouco as nossas notícias através destes artigos.

Leia as últimas notícias

Nenhum de nós, agindo sozinho, pode alcançar o sucesso.

Nelson Mandela

Parceiros

O consórcio inclui muitos dos principais grupos de investigação neste campo:

  • Europa: Eberhard Karls Universität Tübingen (EKUT), Alemanha; The Chancellor, the Masters and the Scholars of the University of Oxford (UOXF), Reino Unido; European Vaccine Initiative (EVI), Alemanha; Leiden University Medical Center (LUMC), Países Baixos; e Luxembourg Institute of Health (LIH), Luxemburgo;
  • Ásia: Universidade de Osaka, Japão.
  • África: Groupe de Recherche Action en Santé (GRAS), Burkina Faso ; Centre de Recherches Médicales de Lambaréné (CERMEL), Gabão ; Fundação Manhiça, Moçambique ; Ifakara Health Institute (IHI), Tanzânia.
Ir para o topo